domingo, 5 de janeiro de 2014

2014 - ano do Cavalo de Madeira - um ano para mudar tudo o que é preciso!



Em 31 de janeiro, pelo calendário lunar, ou 03 de fevereiro, pelo solar, iniciam-se as influências do signo de Cavalo de Madeira - regente para este ano de 2014.
Arquétipos regentes buscam expressar-se, sempre, em nossas reações, atitudes, comportamento, emoções... seja em equilíbrio ou em desequilíbrio quando não damos conta da sua carga energética. Vale conhecer um pouco mais as características desse animal para compreendermos as intensas movimentações que irão aparecer via pressão energética.

Os cavalos são animais de porte, garbosos, que chamam atenção pela sua elegância. Tem os sentidos da visão, audição e olfato mais desenvolvidos do que o homem. Os olhos ficam mais para o alto do crânio, nos lados da cabeça, propiciando aos cavalos boa visão lateral, mas muito limitada ao frontal, mesmo quando pastam. Tem uma excelente audição, as orelhas são grandes, capazes de se movimentar em 180 graus para melhor captar os sons, apontando em direção ao mais leve ruído. 

Por natureza, o cavalo vive em rebanhos e demonstra grande afetividade em relação aos outros membros do grupo, sendo esta lealdade facilmente transferida ao seu dono. Uma vez desenvolvida a ligação afetiva, o cavalo se esforça muito para executar ordens, por mais difíceis que sejam. 

Apesar de sua forte associação com seres humanos, o cavalo ainda conserva seus instintos naturais de comportamento. Defendem seu espaço, amamentam os filhotes, e precisam sempre de companhia, se mostram ativos durante o dia, são vivazes, alegres e inteligentes. 

A utilização do cavalo na atualidade entra em choque com a sua natureza. Ele passou, por exemplo, a viver confinado em baias, quando sua natureza é estar livre em busca de melhores pastos. O estábulo é para os cavalos um ambiente artificial que o priva das longas correrias no campo ou mesmo das sestas à sombra de árvores. Muitas vezes, o exagerado confinamento do cavalo pode levar ao aborrecimento e ao stress. 

Sentir-se seguro é fator fundamental para que o cavalo durma tranquilo e tenha um bom relaxamento muscular depois do trabalho. Um cavalo solitário dificilmente descansará bem se estiver num espaço muito amplo – ele se sentirá bem mais seguro e sereno se contar com a companhia de outros cavalos. Desta maneira, quando o grupo dorme, um fica de sentinela, apenas cochilando. 

Os cavalos são animais muito sensíveis. Por isso, quando passam por situações estressantes, podem desenvolver problemas comportamentais – também denominados “vícios” – de efeitos perigosos e até fatais. Há muitas causas para esses distúrbios: o excesso de medo ou de ansiedade, a insatisfação pela perda da liberdade ou mudanças de hábito. Eles sucumbem facilmente ao medo e, quando se sentem ameaçados, obedecem ao instinto de fuga. 

Também têm dificuldade em lidar com situações novas, ficando em estado de alerta constante e até em pânico. Esses vícios geralmente se refletem nos sentimentos do cavalo, gerando ansiedade, angústia, tristeza, apatia ou até falta de motivação para continuar vivendo, pois há relatos sobre cavalos que simplesmente deixaram de comer. 

Em casos extremos, o animal parte para a automutilação. Vale lembrar as perseguições aos mustangs americanos: quando se viam extremamente acuados, eles saíam em disparado galope em direção aos cannyons e se atiravam nos precipícios.
Sob todas características listadas acima, há que entender psicologicamente essa 'pressão' energética em nossa vida se 'expressando' através de: elegância, charme, popularidade, destaque social, movimento, festas, múltiplas atividades em grupo, liderança, persuasão, agilidade de raciocínio, rapidez, perspicácia, independência, tesão, sexualidade, paixão, .... e como precisamos também saber sobre os desequilíbrios dessa energia, prepare-se também para rebeldia, intolerância, superficialidade, escapismo, agitação, distração, confusão, ansiedade, instabilidade, inúmeros contratempos.

Por causa da sua natureza independente, o Cavalo se recusa escutar o conselho dos outros. Gosta de ter um determinado grau de liberdade, escolhendo não ser limitado por regras da sociedade e regulamentos. Seu senso de independência faz com que se rebele contra rédeas e freios, a que finge submeter-se, pois o Cavalo só faz aquilo que realmente quer.

Possui muitos talentos e natureza amistosa, que poderá o levar longe na vida, desde que se mantenha firme com seus objetivos. Sendo instável em suas atividades, terá de lutar para conseguir certa estabilidade emocional e financeira. 

Extremamente ativo, está sempre preocupado com alguma coisa. Seus objetivos, porém, surgem e desaparecem com a mesma facilidade. Ora o trabalho terá prioridade, ora uma nova paixão, que logo será esquecida para se voltar para um novo interesse. O sucesso significa tudo para o ele. Mas, se tiver que lutar para conseguir o que quer, prefere desistir.

Sua constante troca de objetivos está ligada ao seu medo de qualquer tipo de fracasso. Caso não consiga atingir os seus objetivos, o Cavalo leva um longo tempo para se recuperar das suas falhas e fica se sentindo terrivelmente humilhado. Como varia de interesses, varia também de humor, que oscila segundo altos e baixos de sua autoestima. Desmotiva-se com extrema rapidez. A falta de confiança em si mesmo e sua natureza impaciente são os responsáveis por suas oscilações de humor.

Amoroso e emotivo, ele fica completamente cego quando se apaixona. Com igual intensidade, tanto adora sentir-se apaixonado como adora ser amado. As conquistas são o seu hobby favorito. Atrai intensamente o sexo oposto e tende a ter muitos romances antes de assentar com um compromisso mais sério, mas uma vez que encontra a sua alma gêmea, é muito protetor e leal. 

O Cavalo também pode ser um tanto teimoso e egocêntrico, reluta em aceitar a colaboração de colegas ou superiores, tem um temperamento impetuoso e embora não se exalte com frequência, diz geralmente coisas que lamenta mais tarde. Tem um temperamento colérico, muito embora esqueça rapidamente suas explosões. E frequentemente essa característica fará com que perca respeito e credibilidade.

Com a pessoa amada o Cavalo costuma ser um tanto intolerante; pode chegar a ser possessivo, autoritário, inflexível. Exige muito, mas cede pouco, particularmente quando se trata do que lhe é mais importante – a sua liberdade. 


Para 2014, a dica é prestar atenção! 
Intensa pressão energética de uma energia que precisa ser controlada para então ser devidamente direcionada à realização de nossos objetivos.

Para prosseguir com sucesso é preciso saber de seus desejos, centrar, focar, não atritar com o momento presente, respirar e acalmar o coração! 

Desejo luz, desejo Presença, desejo que todas as Bênçãos do Céu sejam acolhidas como se apresentarem, de forma harmoniosa e leve!

Lucimara Stráda - www.harmonizare.com.br - Facebook Harmonìzare